Mesmo que não escrevas livros, és escritor da tua vida. Mesmo que não sejas Van Gogh, podes fazer da tua vida uma obra de arte!

08
Dez 08

 

Sabem qual é aquela sensação de que já esgotaram todos os erros possiveis e imaginários à face da Terra? É assim que me sinto neste momento. Só me falta fumar e entrar na droga. Nesses felizmente nao caio. Já cairam no erro de escolher mal os amigos? Eu já. Chamar algo tão importante, algo que significa "confiança" e "para sempre" a pessoas que nao merecem nem o chão que pisam. Pois é, eu já chamei, já considerei "amigo" pessoas falsas, desprezáveis, inúteis...Pior de tudo foi, durante esse tempo (verão), dizer que não sentia falta das pessoas que sempre me ajudaram, que sempre me apoiaram. Dizia que nao sentia falta dos VERDADEIROS AMIGOS. Irónico nao? Outro erro, já viram? Pode ser triste mas é a pura realidade. Agora penso se era mesmo assim que pensava ou se era de ser Verão e tal, sol a queimar os neurónios...Possivel!
 É que de repente pessoas que eram tudo, passaram a nada. Nada mesmo nada. Desiludiram-nos tanto. Sim foram óptimos momentos. Nao vou negar. Mas porquê desiludir-nos daquela maneira? Nao bastava apenas, NAO COMUNICAR? Nao era preciso ter chegado ao ponto que chegou. Sim, tal como de sonhos, a vida é feita de desilusões. É assim que aprendemos a tornar-nos pessoas mais fortes, é assim que atingimos um "futuro perfeito". Se calhar foi melhor passar por tudo agora e depois mais tarde nao caimos no mesmo erro porque simplesmente já passámos por ele e sim, ENFRENTÁMOS! E SUPERÁMOS! Agora penso de quem foi a vitoria. Nossa ou deles? Gosto de pensar que foi nossa. Porquê? Porque eles tinham pessoas verdadeiras ao lado deles, pessoas que gostavam mesmo deles e FICARAM SEM ELAS. Nós simplesmente livrámo-nos da escumalha e percebemos quem eram os verdadeiros amigos porque esses sim estão sempre lá, em qualquer circunstância, para o bem e para o mal eles estão lá para nos ajudar. É preciso enfrentar o perigo, as desilusoes, os males da vida para depois SABOREAR A VITÓRIA. É preciso errar para aprender-mos. Quem é que nunca errou? Pois ninguém . Todos nós erramos porque errar faz parte da vida. Mas, não é triste? Ainda bem que nao estou na situação deles. São muito tristes. Por fora podem ter um ar alegre mas depois por dentro estão tristes, vazios, sozinhos. Pior mesmo é nao admitirem isso. Agora sinto-me forte, cheia de vontade de viver...a fase das lágrimas já foi. Foi duro ter passado pelo que passei mas agora, agora sou uma pessoa mais forte, mais rica ! Tenho as pessoas que gostam de mim bem perto e as insignificantes, ui essas passam mesmo ao lado. Agora comigo tenho alguém que me diz "Quero-te sempre feliz. Quero-te com o sorriso lindo  e contagiante que tens. Mas se precisas de chorar, chora que eu estou cá para te ajudar" . Sim já me disseram isto. É bom não? Ter alguém que gosta mesmo de nós por perto. Ter aquela sensação que gostam mesmo de nós e que não estamos a servir apenas para passar o tempo, para se divertirem ou para esquecer alguém (acho que foi mesmo para isso que servi) Agora rio-me da cara desses sujeitos. Infelizes! Para mim chegou. E para eles?
E eu que me sentia revoltada ao início. Para quê? Fomos nós que ficámos a ganhar. Ok admito que de vez em quando me vou abaixo, não fico no fundo do poço, isso nunca mas depois de tudo o que passámos desiludir-nos daquela maneira é complicado. Não é fácil de esquecer. Não digo as personagens em si mas o que as personagens fizeram. Deixaram-nos marcas, feridas que custam a fechar. Se calhar porque não têm de ser fechadas para não pensarem que vamos fechar os olhos e deixar que tudo aconteça novamente. Quem me faz uma, não me faz outra.
APRENDI COM OS MEUS ERROS. TER SAUDADES DO PASSADO É CORRER ATRÁS DO VENTO.
publicado por bepure às 12:42
sinto-me: Vencedora
música: Angels - Jessica Simpson

"ENFRENTÁMOS! E SUPERÁMOS! Agora penso de quem foi a vitoria. Nossa ou deles? Gosto de pensar que foi nossa. Porquê? Porque eles tinham pessoas verdadeiras ao lado deles, pessoas que gostavam mesmo deles e FICARAM SEM ELAS. Nós simplesmente livrámo-nos da escumalha e percebemos quem eram os verdadeiros amigos porque esses sim estão sempre lá, em qualquer circunstância, para o bem e para o mal eles estão lá para nos ajudar."

Realmente tens toda a razão!

Livramo-nos da escumalha e nao vamos voltar a cair no mesmo erro! NUNCA! No que depender de mim, os nossos olhos estarão sempre, mas sempre abertos!

Beijinhos da Filipa Sales @
Filipa Sales a 8 de Dezembro de 2008 às 21:25

Sem a menor duvida que tens toda a razão.
As pessoas despreziveis passsam ao lado.
Não é necessário nos ligarmos com elas, mas também não precisamos de andar todos ás turras.

O mundo tornou-se num lugar onde só os mais fortes é que ganham.
Onde só aquele que tem mais jogo psicologico é que consegue realmente ganhar a batalha final. A vida não tem que ser uma guerra. Mas há guerras que são inevitaveis.

Sinto-me poderosa quando olho para tras e vejo aquilo em que me tornei.
Não me arrependo dos erros cometidos, mas também tenho a noção que alguns possam ter sidos dos piores da minha vida. Mas a verdade é que aprendi com eles (acabei de dizer isto à minutos, tem piada :P).

Acho que ainda temos muito para errar, e há erros saudaveis. Mas acho que não sou capaz de voltar a cometer erros cometidos, pelo menos erros que eu considere dos piores da minha vida.
Afinaal, não sou daquele genero de pessoas habituada a viver no mundo da ilusão. Gosto de pensar que nada está destinado, gosto de pensar que só eu mas só mesmo eu posso decidir.
Gosto de pensar que sou livre.
Isabel Sanchez a 9 de Dezembro de 2008 às 19:59

Acho que a 2a oportonidade só deve ser dada uma vez.
A VERDADEIRA 2A OPORTUNIDADE.

Mas há casos, que nem 2a oportonidade merecem. Simplesmente não merecem.



Mil Beijinhos de uma espectadora assidua deste blog que continua a cativar-me.

Isabel Sanchez
Isabel Sanchez a 9 de Dezembro de 2008 às 20:02

Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
26
27

28
29
30
31


arquivos
2009

2008

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO